Sindicato do Bancários Zona da Mata e Sul de Minas - SINTRAF JF
Facebook e Instagram Facebook dos Bancários Instagram dos Bancários
Imprensa e Notícias

Sindicato denuncia más condições de agência do Itaú

Em protesto, bancários denunciaram as condições insalubres do local. Diretoria do banco prometeu solução provisória até o final da semana

O Sintraf JF esteve nesta quarta (10) na nova agência do Itaú no calçadão da Halfeld, onde funcionava o Unibanco. O objetivo foi protestar contra o ambiente insalubre do local e a prática de assédio moral da superintendente do banco.

“Desde 8 de setembro, a agência  se encontra sem ar condicionado. Estivemos na agência para cobrar da diretoria do Itaú mais respeito com seus trabalhadores e clientes, pois o ambiente está insuportável”, afirma o presidente do Sintraf JF, Robson Marques.

De acordo com Robson, a temperatura ultrapassou os 40 graus no interior da agência. “Estamos realizando medições no local e chegamos a registrar máximas de 45 graus. Também contratamos empresa especializada para que seja feito um laudo atestando as condições inadequadas de trabalho”, explica.

Durante o protesto, os diretores do Sintraf JF foram informados através da diretoria de relações sindicais do Itaú que será adotada uma solução provisória na agência até o final da semana. A previsão do banco é que o problema seja totalmente solucionado em 45 dias.

Assédio Moral


O Sintraf JF também denunciou as práticas de assédio moral por parte da superintendente do Itaú, Carmen Alves. “Recentemente, o banco divulgou uma lista de cidades aos gerentes do Itaú em Juiz de Fora para que ‘escolham’ para onde ‘desejam’ se transferir, sob pena de demissão caso não acatem à ordem”, relata o presidente do Sintraf JF.

Robson ainda comenta que nesse tipo de processo os trabalhadores devem ser ouvidos. “ter que decidir uma transferência em questão de dias não é tão simples. São trabalhadores e trabalhadoras com filhos na escola, por exemplo. Esse processo não pode ser feito pressionando os funcionários”, ressalta.