Sindicato do Bancários Zona da Mata e Sul de Minas - SINTRAF JF
Facebook e Instagram Facebook dos Bancários Instagram dos Bancários
Imprensa e Notícias

Desrespeito do Itaú Unibanco em Juiz de Fora

Agência está há mais de dois meses sem ar condicionado. Local passou por obras de conversão do Unibanco em Itaú

Embora o Itaú venha a público agradecer a funcionários e clientes pela colaboração e paciência durante o processo de conversão das antigas agências do Unibanco, comemorando a conclusão em todo o país, não é o que se observa em Juiz de Fora.

A antiga agência Unibanco da rua Halfeld está desde 8 de setembro sem sistema de ar condicionado, o que compromete seriamente as condições de trabalho do local. “O Sindicato vem recebendo várias denúncias de funcionários e clientes da agência, relatando que o ambiente está insuportável, inclusive com pessoas passando mal devido ao ambiente insalubre”, afirma a diretora de assuntos jurídicos do Sintraf JF, Rose Machado.

De acordo com Rose, o banco tem obrigação de garantir um ambiente adequado para trabalhadores e clientes. “O Ministério do Trabalho possui normas que regulamentam as condições ambientais de trabalho, determinando temperatura, umidade relativa do ar e níveis de ruído. O que observamos presencialmente na agência é que as normas estão sendo claramente desrespeitadas”, enfatiza.

O Itaú informou ao Sindicato que o prazo para instalação do ar condicionado é de 45 dias. O Sintraf JF já denunciou a situação ao Ministério Público do Trabalho, e contratou uma empresa para realizar medições na agência, a fim de verificar quais são as reais condições de trabalho atualmente no local.


Um bilhão para reformas


O Itaú gastou aproximadamente R$ 1 bilhão para realizar o processo de integração das agências do Unibanco de todo o país em sua rede. Durante as reformas, agências de várias cidade do país, inclusive em Juiz de Fora, funcionaram em condições precárias, sem a mínima segurança para os clientes e funcionários.

Em Juiz de Fora, os dirigentes do Sintraf JF acompanharam as reformas nas três agências do Unibanco na cidade, sendo que todas apresentaram condições insalubres. A situação chegou a tal ponto que o Sindicato se viu na obrigação de paralisar as atividades das agências Halfeld e Rio Branco, sendo que esta última chegou a ser interditada pelo Ministério do Trabalho e permaneceu fechada até que oferecesse condições ideais de funcionamento.