Sindicato do Bancários Zona da Mata e Sul de Minas - SINTRAF JF
Opinião e Artigos

Democracia: o perigo nos ronda

Desde abril de 2016 estamos vivendo um golpe na nossa tão jovem democracia, que passou a vigorar no país com o povo nas ruas pedindo as Diretas Já! Grito que com o desenrolar do golpe voltou a ecoar pelas ruas das cidades brasileiras.

Também ouvimos gritos equivocados dos batedores de panelas, financiados pelo pato da FIESP, banqueiros, empresários e ruralistas, que contribuíram para chegarmos ao ponto que chegamos: uma democracia ameaçada. 

Na verdade não é só esse perigo que ronda o Brasil. Com o acirramento de posições políticas autoritárias e a justiça em descrédito, as pessoas estão expondo seu lado mais cruel, o da intolerância. Potencializado pelas redes sociais e a grande mídia, o discurso de ódio está ganhando espaço e motivando barbaridades estampadas nos noticiários e tabloides. 

Dia 14 de março após roda de conversa sobre empoderamento da mulher negra, a Vereadora do PSOL-RJ, Marielle Franco, e seu motorista, Anderson Gomes, foram covardemente executados.

Os tiros quiseram calar a voz da vereadora, militante dos direitos humanos antes mesmo de ser parlamentar. Mas eles não conseguiram. Assim como a justiça seletiva de Moro não conseguirá fechar em uma sela as ideias do presidente Lula, preso desde o dia 7 de abril. 

Esses fatos políticos não são isolados. Nos fazem refletir e apontam que é preciso intensificar a luta em defesa de um projeto popular de Brasil para barrar o projeto fascista que aniquila o estado democrático de direitos. Reflita você também!

“Vai ter luta de classes, enfrentamento nas greves.”
Vagner Freitas - Presidente da CUT Nacional

“Retomar e ampliar o projeto democrático e popular, revertendo às desastrosas políticas dos golpistas de retirada de direitos trabalhistas, que arrocham salários, geram desemprego e trabalho informal, que entregam o nosso patrimônio público às multinacionais afetando a soberania nacional. Não nos calarão!”
Nota da CUT Nacional 7 de abril

“Lula, num gesto simples, mostrou para os líderes de esquerda que a união neste momento é muito importante. Agora temos que nos preparar! Vamos resistir, nos manter nas ruas, onde sempre estivemos!”  
Watoira Antônio - Presidente do SINTRAF JF

“Não denunciar a conexão entre todos esses fatos e elementos políticos é fragmentar a realidade. É o que nossos inimigos querem. O autoritarismo altera a lógica da política em direção à crescente centralização do poder na sociedade.”
Isa Penna - Colunista Midía Ninja

 

Por: Imprensa SINTRAF JF