Sindicato do Bancários Zona da Mata e Sul de Minas - SINTRAF JF
Facebook e Instagram Facebook dos Bancários Instagram dos Bancários
Imprensa e Notícias

Ato pela permanência da Justiça do Trabalho

Órgão está sob ameaça de extinção em governo Bolsonaro

Foto: Olavo Prazeres - Tribuna de Minas 

"Trabalho: só com Justiça!”, “Em defesa dos Direitos Sociais e da Justiça do Trabalho.”

Representantes de diversos sindicatos, dentre eles o Sindicato dos bancários da Zona da Mata e Sul de Minas, centrais sindicais, movimentos sociais e entidades da sociedade civil organizada realizaram ontem um ato em frente ao prédio da Justiça do Trabalho em Juzi de Fora. A manifestação aconteceu em diversas cidades e capitais do país em virtude da ameaça de extinção do Governo Bolsonaro, proposta anunciada em declarações do presidente da República.

Os atos por todo o país dão início a toda uma campanha em defesa da instância, que envolve o diálogo e o envolvimento da sociedade na luta pela permanência da Justiça do Trabalho. Os  manifestantes com a população e desconstruíram os ataques que a instância vem sofrendo, como alegações de que ela só existe no Brasil.

O presidente da Subseção de Juiz de Fora da OAB, João Fernando Lourenço, defendeu a permanência do órgão em sua fala durante o ato: "Engana-se quem pensa que a Justiça do Trabalho atua apenas a favor do trabalhador, ela também age pelo empregador, a partir do momento que diferencia aqueles que cumprem a legislação trabalhista daqueles que não cumprem, combatendo, assim, a concorrência desleal no mercado. A Justiça do Trabalho tem que ser vista sob outro prisma, o que esse novo Governo ainda não fez. Temos que fortalecê-la e não acabar com ela. Nosso receio é que aconteça como aconteceu com o Ministério do Trabalho, que se falou da extinção, voltou atrás e, por fim, foi realmente extinto.”.

A próxima ação será mobilização e Grande Ato em Brasília, no dia 5 de fevereiro.

Fonte: CUT e Jornal Tribuna de Minas